Sales Arantes, Rafael

From Presto

Sales Arantes
Nome completo Rafael Sales Arantes
País de origem Brasil
Nascimento Aiuruoca, 20 de junho de 1980
Morte -
Período Contemporâneo

Rafael Sales Arantes (Aiuruoca, 20 de junho de 1980) é um compositor brasileiro contemporâneo, dedicado eminentemente à música sacra. É um dos mais prolíficos compositores contemporâneos, até pela idade. É também cirurgião dentista.

Conteúdo

Biografia

Rafael Sales Arantes nasceu aos 20 de Junho de 1980 na pequena cidade de Aiuruoca, ao sul de Minas Gerais. Aos 8 anos mudou-se com sua família para Três Corações, Minas Gerais. Estudando no antigo INCOR, fez parte do Coral de alunos, tendo como professora, Maria Aparecida Zabezuck. Esta, vendo sua inclinação para a música, deu-lhe as primeiras aulas de piano e teoria musical.

Posteriormente, aos 11 anos, iniciou o Conservatório de Música Maestro Marciliano Braga, de Varginha, onde teve aulas de piano, durante cinco anos com as professoras Cida Valle e Eldah Drummond. Nesse período, adorava "compor", colocava notas no papel, porém, nada com algum sentido musical.

Em 1996, preparando-se para prestar o vestibular, abandonou os estudos de piano. Durante os anos de faculdade de Odontologia (1997 – 2001) não estudou música, abandonando de certa forma o piano. Todavia, foi neste período que se interessou intensamente pela música colonial brasileira.

Esse interesse deu-se devido ao ambiente em que sempre conviveu em sua cidade natal, onde ainda se toca a música colonial nas solenidades da Semana Santa. Entusiasmado com a beleza destas, conseguiu cópias de todas as peças executadas, além de muitas outras. Estas, foram digitalizadas e entregues ao maestro do coro local, Luiz Gonzaga Ferreira Pinto. Com esse trabalho, pode observar as formas como as músicas eram orquestradas. Assim, em 2002, morando e trabalhando na cidade de Carvalhos, iniciou sua primeira composição séria, a Ladainha de Nossa Senhora em Ré Maior, para orquestra de cordas, coro e trompas, dedicada à sua amiga Eva Cipriani, cantora da orquestra Ribeiro Bastos, de São João Del Rei.

No ano seguinte, iniciou a composição do seu Requiem em Dó menor. Inicialmente, o Introito fora dedicado à sua amiga Maria Nilse Senador. Terminou a obra, por completo, em 31 de dezembro de 2004. Com a morte do papa João Paulo II dedicou a obra ao mesmo.

No período em que morou em Aiuruoca, novembro de 2003 a maio de 2005, foi maestro do Coro Francisco Gomes Ribeiro, este fundado em Novembro de 2003 por ele e Maria Lúcia Albarez, sua regente auxiliar. Participaram das solenidades de semana santa de 2004, onde executaram obras do compositor aiuruocano Antônio Martiniano da Silva Bemfica e dos compositores Manoel Dias de Oliveira, Pe. José Maria Xavier e João Baptista Lehmann. O coro deixou de existir quando mudou-se de Aiuruoca.

Em 2005, novamente em Três Corações, iniciou a faculdade de música na Universidade Vale do Rio Verde, tendo como professor de piano André Torres.

Todavia, já possuidor de uma profissão, a odontologia, abandonou a faculdade e dedicou-se ao estudo da ortodontia. Mas a música continuou forte em sua vida: em 2006 terminou a sua Missa Brevis nº1 para Coro e solistas, orquestra de cordas, trompetes e tímpanos.

Obra

Sales Arantes pode ser considerado um típico compositor neoclássico. Fortemente influenciado pela música colonial mineira, tem uma prolífica obra sacra que inclui vários motetes, uma missa e um réquiem, havendo escrito ainda algumas obras profanas para bandas de música. Suas principais obras são:

Música Sacra

Motetes

Peças para banda de música

Peças para canto solista

Peças para piano


Ferramentas pessoais

sl
דומיין בעברית  דומיין  דומין  תוכנה לניהול  קשרי לקוחות  CRM, ניהול קשרי לקוחות  דומין בעברית  פורומים  ספרדית  גיבוי